Ana Flor: “Neste momento não há assinaturas suficientes para uma CPI do MEC”

Ana Flor: “Neste momento não há assinaturas suficientes para uma CPI do MEC”

Os senadores Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) e Styvenson Valentim (Podemos-AC) decidiram retirar, neste sábado (9), o apoio ao requerimento para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre os supostos desvios no Ministério da Educação.

Na sexta (8), o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), autor do requerimento, anunciou que o documento já reunia 27 assinaturas – número mínimo para o pedido seja formalizado.

O próprio parlamentar reconheceu, no entanto, que o apoio era frágil e havia risco de recuos. Randolfe trabalhava com a ideia de atingir 29 ou 30 assinaturas até a próxima semana, justamente para ter uma margem em relação à pressão do governo.

Com as decisões de Oriovisto e Styvenson, o documento tem agora 25 das 27 assinaturas necessárias. Sem o número mínimo, o requerimento não pode ser protocolado junto à Mesa Diretora do Senado.

LEIA MAIS:

Nos últimos dias, lideranças religiosas nos estados vêm pressionando os senadores a retirar ou negar apoio à criação da CPI. As denúncias divulgadas até o momento têm como peças-chave o ex-ministro da Educação e pastor evangélico Milton Ribeiro, além de outros dois pastores que estariam atuando para favorecer prefeitos na liberação de verbas.

Oriovisto confirmou ao blog que decidiu retirar a assinatura, mas negou que tenha sofrido pressão de líderes religiosos.

"Acho que esta CPI, em período eleitoral, vira palanque. Os absurdos que ocorrem no MEC e no FNDE precisam ser apurados pela PF, TCU e MP. Assim, a apuração será mais isenta e técnica. Não posso concordar que o coordenador da campanha do Lula [Randolfe] seja o presidente desta CPI", disse.

Oposição diz que tem assinaturas para abrir CPI do MEC no Senado

Oposição diz que tem assinaturas para abrir CPI do MEC no Senado

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail. Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.