Imagine estar navegando em um e-commerce e, ao achar o produto que deseja comprar, se deparar com dois botões que levam a diferentes opções: em uma, você pode comprar normalmente aquele item avulso; em outra, você pode optar por assinar e receber o produto todos os meses em casa. Ou, ainda, não precisar comprá-lo, só alugar.

Hoje, isso já pode ser uma realidade. Um exemplo recente notável é o marketplace do Magalu que, no final de março, anunciou o início dos testes do programa “Vaivolta”, serviço de assinatura que permitirá aos usuários alugar desde eletrodomésticos até ferramentas do cotidiano. Furadeira, frigobar, caixa de som, videogame, e diversos outros produtos – tudo poderá ser locado mensalmente ou só por um curto período.

A iniciativa contribui para a chamada “Economia Circular”, que é um tipo de segmentação dentro das possibilidades da Recorrência. Neste nicho de negócios, as pessoas não precisam adquirir um bem, mas somente alugá-lo pelo tempo necessário para o seu objetivo de uso. Depois, outras pessoas poderão utilizar aquele mesmo produto e devolvê-lo, gerando a circulação do item.

Como aplicar a Recorrência no e-commerce?

A assinatura de bens duráveis está em alta: eletrodomésticos, carros, iPhone, entre outros, a um preço mensal mais acessível e vantajoso que a compra parcelada.

Mas diversas empresas podem adaptar este modelo de assinatura para seus negócios, desde os mais simples de produtos do e-commerce ou até no setor de serviços. Veja só:

Percebe? A lógica da recorrência pode ser usada de diversas formas, todas elas promissoras e rentáveis, basta ter a estratégia certa e gerar valor para o cliente.

É uma grande oportunidade de fidelizar clientes, aumentar seu LTV (retorno financeiro do cliente durante o tempo de relacionamento com sua empresa), além de expandir as possibilidades de rentabilização de forma mais sustentável.

Como monetizar na Recorrência?

O serviço de recorrência faz mais sucesso quando oferece uma experiência prática e sem atrito para o cliente. Dessa forma, no momento dele escolher o plano ideal e como pagar pela assinatura, é essencial haver diversas opções e até mesmo certo nível de flexibilidade na política de contratação.

A tendência é que negócios da recorrência ofereçam a liberdade do cliente experimentar, pois, se fosse para ser algo definitivo, ele poderia optar por comprar o produto em vez de assinar.

Dessa forma, pense em planos básicos de assinatura e esteja atento às sugestões e feedbacks dos clientes para ir aperfeiçoando as opções. Você pode definir planos baseados em diferentes critérios para monetizar seu e-commerce com a Recorrência, como:

Além disso, é preciso pensar em todos os detalhes da experiência que será oferecida no pagamento – sem burocracia ou dificuldade.

Ofereça diversos meios de pagamento, como boleto, Pix e cartão de crédito. E para evitar o trabalho de enviar essas cobranças manualmente para cada cliente e depois ter que fazer todo o controle dos pagamentos, você pode contar com sistemas de gerenciamento de assinaturas.

O que é um sistema de gerenciamento de pagamentos recorrentes?

Simples. Imagine que um sistema pode fazer todo o processo de cobrança pela sua empresa – emitir faturas, enviar aos clientes, realizar lembretes do pagamento e depois dar baixa nos pagamentos realizados – ou cobrar novamente os não recebidos.

Depois de um número X de pagamentos não recebidos, esse sistema também pode cancelar a assinatura do cliente inadimplente. Ou acrescentar juros e multas em faturas atrasadas.

Essas são basicamente algumas das coisas que um serviço de automatização de pagamentos recorrentes pode fazer pela sua empresa.

Existem duas formas de cobrança recorrente:

  • Envio das faturas por e-mail – as faturas podem conter um código de barras de boleto e/ou QR Code Pix, ou ainda um campo de cobrança para dados do cartão. Esse pagamento ainda depende da ação do cliente de pagar mês a mês.
  • Cobrança no cartão de crédito – quando o pagador opta pelo método do cartão de crédito, com um único cadastro do cartão, o sistema gera a cobrança direto na fatura deste cartão todo mês. Dessa forma, o pagamento não depende de alguém lembrar de realizá-lo.
  • Para todas as opções, você pode contar com a iugu, que há 10 anos vem ajudando empresas e empreendedores a monetizar seus negócios com a recorrência. Tudo de forma escalável e com o menor trabalho possível.

    O que é possível oferecer com a Cobrança Recorrente da iugu?

    A tecnologia de Cobrança Recorrente da iugu é totalmente adaptável para os modelos de negócio dos clientes. A fintech oferece um sistema e uma API bastante completos que abrangem funcionalidades para gestão de todo o ciclo de cobrança de assinaturas.

    E se você quiser se aprofundar no assunto, baixe gratuitamente este guia com as melhores Dicas para a gestão financeira de Clubes de Assinatura.

    Leia também: Economia de plataforma alavanca vendas online e reduz a burocracia