Durante uma fiscalização da operação “Combustível Limpo”, que combate fraudes em postos, foi encontrado um sistema criado para tentar despistar os agentes públicos em um posto em Taboão da Serra, Grande São Paulo. Os funcionários do posto tinham apenas que acionar um dispositivo para tornar o combustível adulterado em um produto de qualidade. Os fiscais identificaram as bombas clandestinas, que tinham conexão direta com esse sistema criminoso de adulteração. As multas podem ultrapassar de R$ 10 milhões.

Nosso Whatsapp: https://cidadealerta.r7.com/whatsapp
Inscreva-se no canal Cidade Alerta: http://r7.com/0Fhv
Assista às íntegras no PlayPlus: https://www.playplus.com
Facebook: https://www.facebook.com/CidadeAlertaRecord/
Instagram: https://www.instagram.com/cidadealerta/
Twitter: https://twitter.com/cidadealerta
Site oficial: https://recordtv.r7.com/cidade-alerta

#CidadeAlerta #LuizBacci

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *