1 de 2 Logo da empresa Twitter ao lado do perfil do bilionário americano, Elon Musk — Foto: Dado Ruvic/REUTERS

Logo da empresa Twitter ao lado do perfil do bilionário americano, Elon Musk — Foto: Dado Ruvic/REUTERS

A abertura da Bolsa de Nova York nesta sexta-feira (13) registrou queda de 10,98% nas ações do Twitter.

A queda ocorreu horas depois de Elon Musk a ter anunciado a suspensão temporária da compra do Twitter, à espera de detalhes sobre a proporção de contas falsas na rede social.

Duas horas depois, ele disse que "ainda está comprometido com a compra".

Depois do anúncio, a ação do Twitter caiu em torno de 20% nas negociações prévias à abertura da Bolsa de Nova York, segundo a France Presse.

"O acordo (para a compra) do Twitter temporariamente suspenso por pendências em detalhes que sustentam que contas falsas de fato representam menos de 5% dos usuários", afirmou, em um post na rede social.

LEIA TAMBÉM:

No final de abril, o homem mais rico do mundo anunciou um acordo para comprar a rede social por US$ 44 bilhões (cerca de R$ 215 bilhões).

Criada em 2006, a plataforma tem mais de 217 milhões de usuários mensais.

2 de 2 Raio X do Twitter — Foto: Arte/g1

Raio X do Twitter — Foto: Arte/g1

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail. Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.