A digitalização do mundo levou as empresas a terem diferentes canais de consumo. Os consumidores conseguem fazer suas compras no físico e no digital, porém estão cada vez mais exigentes e esperando uma experiência única, independentemente do canal.

Para oferecer a experiência personalizada que seu cliente deseja, as empresas precisam mapear, centralizar e utilizar bem os dados de todos os canais. Não é uma tarefa simples, e coletar ou extrair não é o suficiente. Assim, o uso da tecnologia é essencial para realizar ações estratégicas de engajamento do cliente.

Para oferecer a experiência personalizada que o cliente deseja, as empresas precisam mapear e utilizar bem os dados de todos os canais.

Não é de hoje que os dados mudam a forma de trabalho das empresas. E o uso da tecnologia aumentou as possibilidades de extração e a abrangência de utilização desses elementos. A frase de Kotler – “o futuro do marketing reside nas bases de dados de marketing, através das quais nós conseguimos saber o suficiente sobre cada cliente para oferecer experiências personalizadas para cada um deles” – não é recente, mas é uma realidade que precisa ser priorizada.

Em resumo, os dados devem ser capazes de ajudar as empresas a construir o valor da sua marca com o propósito de visibilidade no mercado, aumento de vendas e geração da fidelidade dos clientes.

Quais são as formas de captação de dados?

A coleta de dados sobre seu consumidor, como os seus hábitos de consumo, comportamento de compra e outros aspectos, é uma forma de garantir algumas vantagens competitivas essenciais.

A captação de dados pode ser realizada das seguintes formas:

Qual a importância da análise de dados?

A análise de dados é uma das principais e mais importantes ferramentas de marketing, não só para monitorar um negócio, mas para basear a tomada de decisões de forma estratégica.

É mais do que simplesmente armazenar as informações capturadas dos seus consumidores em um banco de dados e fazer uma leitura. É sim ter uma análise detalhada para entender quem é o seu consumidor, o que busca, como sua empresa deve engajá-lo. E, dessa forma, gerar mais oportunidades de melhorar o seu relacionamento e, consequentemente, vender mais.

Para aproveitar isso tudo, no entanto, é fundamental realizar análises eficazes e adequadas.

A importância da tecnologia na análise dos dados

A tecnologia está incorporada à vida das pessoas e das organizações, gerando desafios para todos e, ao mesmo tempo, oportunidades inéditas. É o caso dos dados de consumo que podem ser utilizados de diferentes maneiras, trazendo mobilidade e tornando os processos das empresas mais ágeis.

A tecnologia vem exercendo um papel importante no que diz respeito à segurança da informação, na captura dos dados atendendo à LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais), com as diversas possibilidades de armazenamento em nuvem e a disponibilização dos dados de forma segura.

O uso das soluções tecnológicas é essencial não só para armazenagem dos dados, mas para entender quem é seu consumidor, criar um perfil 360° e, principalmente, melhorar o engajamento com ações direcionadas para cada perfil.

Treinar os funcionários para utilizar os dados e atender corretamente o consumidor

O grande desafio é entender o seu consumidor e fazer as perguntas corretas para que as empresas consigam melhor engajar e atingir os objetivos de fazer uma venda.

Alguns exemplos que ocorrem no dia a dia dos consumidores demonstram como ainda as informações não são utilizadas de forma correta e que só o uso da tecnologia não é o suficiente: treinar os funcionários é essencial para que os dados sejam utilizados de forma correta.

Com certeza já aconteceu com várias pessoas que fazem compras de um determinado produto para presente e, depois de alguns dias, recebem mensagens da loja com a ofertas do mesmo produto.

Podemos perder vendas como consequência do uso indevido de informações, como o que aconteceu comigo quando estava à procura de um apartamento. Passei meus dados pessoais e o que procurava em um imóvel para algumas incorporadoras. E, na maioria das vezes, quando um corretor foi me procurar, não utilizou os dados e me ofereceu um projeto que não atendia o meu perfil – pelo contrário, o oposto.

Conclusão: não adianta as empresas terem os dados e não treinarem seus funcionários para melhor atender o seu consumidor.

Os dados para refinar a estratégia de marketing

Os dados contextualizados podem ajudar as empresas a entender como os consumidores estão se engajando e respondendo às suas campanhas de marketing.

Fica mais fácil ajustar cada ação e estratégia de acordo com o comportamento do cliente. Esse uso preditivo dos dados fornece às empresas uma ideia do que os consumidores desejam com base no que eles já fizeram.

O engajamento do consumidor é possível a partir de campanhas de e-mail marketing, por exemplo. Os dados de contato servirão para falar com ele, ao mesmo tempo que dados de interação e comportamento ajudam a entender melhor como falar com o cliente.

Melhorar a experiência do cliente

Os dados ajudam sua empresa a entender melhor a demanda dos seus clientes. A análise dos dados torna as compras mais relevantes, personalizadas e convenientes, o que aumenta a lealdade do seu consumidor. Os dados do consumidor oferecem uma maneira de entender e atender melhor às demandas de seus clientes.

Ao analisar o comportamento do cliente, bem como uma vasta quantidade de análises, opiniões e comentários, as empresas podem modificar com agilidade sua relação, as ofertas de marketing e até os seus produtos e serviços para se adequar melhor ao mercado atual.

Transformando dados em lucro

As empresas que capturam dados podem aumentar sua receita significativamente e, com os dados certos, poderão conhecer melhor o seu consumidor e seu comportamento. A partir disso, conseguem gerar insights para executar melhores ações e campanhas de marketing. O resultado, então, é o aumento nas vendas e, consequentemente, uma melhora na satisfação do consumidor.

O uso eficiente dos dados se traduz em reduções nos custos e no tempo necessário para a criação de perfis de clientes, além de ajudar a otimizar processos com consequente retorno financeiro.

Leia também: E-commerce: dados em prol da satisfação do consumidor

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo! Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica? Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br