1 de 1 O rapper Jay-Z (esq.) e o cofundador do Twitter, Jack Dorsey — Foto: Raven Varona, Hermione Hodgson/Bussines Wire/AP

O rapper Jay-Z (esq.) e o cofundador do Twitter, Jack Dorsey — Foto: Raven Varona, Hermione Hodgson/Bussines Wire/AP

O cofundador do Twitter, Jack Dorsey, e o rapper Jay-Z lançaram nesta quarta-feira (9) um projeto para ensinar criptomoedas para pessoas de baixa renda.

Chamado de Bitcoin Academy, o programa de educação financeira é gratuito e vai oferecer suas primeiras aulas no Brooklyn — bairro onde Jay-Z foi criado, em Nova York.

Leia também:

"O objetivo é simplesmente fornecer às pessoas ferramentas para elas construírem independência para si mesmas e para a comunidade ao redor delas", afirmou o rapper em seu perfil no Twitter.

O programa, que ainda não está totalmente estabelecido, deve oferecer aulas presenciais e online com personalidades relacionadas ao mundo do investimento em bitcoin e outras criptomoedas.

Os assuntos abordados vão desde o básico do que é uma criptomoeda até como se prevenir contra fraudes usando o assunto como isca.

Segundo o cofundador do Twitter, a iniciativa tem foco educacional.

"Não é apenas sobre bitcoin… É sobre pensar no longo prazo, economias locais e autoconfiança. Os cursos são gratuitos para todos os residentes, incluindo as crianças. E para facilitar ainda mais, estamos fornecendo dispositivos e planos de dados para todos que precisarem", afirmou Dorsey em seu perfil na rede social.

A iniciativa ainda promete aulas voltadas para a educação financeira de crianças aos fins de semana.

Notórios entusiastas do bitcoin, Dorsey e Jay-Z já colaboraram antes em iniciativas para promover a moeda digital. A Bitcoin Academy será financiada com a fortuna particular da dupla.

Investimento arriscado

Apesar do discurso de que o investimento em criptomoedas é uma rota para a liberdade financeira, a dupla foi criticada nas redes sociais por usuários apontando que o mercado de ativos digitais pode ser bastante volátil e arriscado para pessoas de baixa renda.

Em maio, por exemplo, o mercado de criptomoedas perdeu o equivalente a R$ 1 trilhão em apenas 24 horas.

Em contato com o site TechCrunch, um porta-voz da Bitcoin Academy afirmou que o foco do projeto é educacional e que não há necessariamente incentivo para que os alunos invistam em criptomoedas.

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail. Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.