1 de 1 Veículos Model 3 fabricados na China da Tesla são vistos durante um evento de entrega na fábrica da montadora em Xangai, China, — Foto: Reuters

Veículos Model 3 fabricados na China da Tesla são vistos durante um evento de entrega na fábrica da montadora em Xangai, China, — Foto: Reuters

Os carros semiautônomos, que têm sistemas para ajudar motoristas na direção, se envolveram em 392 acidentes entre julho de 2021 e maio de 2022 nos Estados Unidos. No período, cinco pessoas morreram e outras seis ficaram gravemente feridas por conta dessas colisões.

A informação está presente em um relatório inédito publicado nesta quarta-feira (15) pela Administração Nacional de Segurança de Tráfego nas Estradas (NHTSA, sigla em inglês).

Segundo o documento, os carros da Tesla estão envolvidos em cerca de 70% dos acidentes. A empresa foi fundada pelo bilionário Elon Musk e tem cerca de 830 mil veículos semiautônomos em circulação nos EUA.

Os acidentes com carros da Tesla ocorreram enquanto sistemas como Autopilot e "Full-Self Driving" estavam ativos. Apesar dos nomes, eles não fazem os carros dirigirem sozinhos e motoristas devem estar sempre atentos para intervir.

Em seguida, está a Honda, que notificou 90 acidentes. A empresa afirma ter 6 milhões de veículos em circulação nos EUA com recursos de auxílio na direção. A Subaru registrou 10 acidentes e as demais montadoras tiveram 5 ou menos casos.

Os registros foram enviados pelas montadoras devido a uma ordem feita pela NHTSA em junho de 2021. A agência determinou que mais de 100 empresas deveriam notificar acidentes e analisa os dados para avaliar a necessidade de criar novas regulações.

O órgão alertou que não é possível comparar as empresas porque o relatório não faz uma ponderação sobre a quantidade de veículos semiautônomos de cada empresa ou a distância total percorrida por eles.

Carros autônomos

O relatório da NTHSA também apresentou informações sobre acidentes envolvendo carros totalmente autônomos, que ainda não são vendidos. Em um ano, 130 colisões foram notificadas por 25 empresas que estão testando esse veículos.

Uma pessoa ficou gravemente ferida nestes acidentes, segundo o documento. Em 108 colisões com carros autônomos, ninguém se feriu.

A Waymo, controlada pela Alphabet, do Google, liderou essa lista com 62 acidentes. Em seguida, estão a Transdev Alternative Services, com 34 colisões, e a Cruise LLC, da General Motors, com 23 casos.

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail. Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.