Uma manhã de muito frio e transtornos para quem depende do transporte público na capital paulista. A greve dos motoristas de ônibus deixou pessoas sem ter como ir para o trabalho.

Na garagem desta empresa de ônibus na zona leste, todos os carros estão estacionados e motoristas de braços cruzados. A greve teve início a meia noite desta terça-feira (14).

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores não aceitaram a proposta dos patrões de reajuste salarial de 12,4%. Os terminais de ônibus, que sempre estão lotados no começo do dia, amanheceram vazios. Alguns passageiros contam que sabiam da greve, mas se arriscaram na esperança de conseguir condução para ir para o trabalho.

#JTCultura #JornalDaTarde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.