O ex-ministro Milton Ribeiro será ouvido nesta quinta-feira (23) em uma audiência de custódia pela Justiça Federal em Brasília, que será por videoconferência.

A defesa de Ribeiro entrou com um pedido de habeas corpus para tirá-lo da prisão preventiva. O recurso deve ser julgado nesta tarde pela Justiça. O caso está sob sigilo e não ficaram claros os motivos para a decretação da prisão preventiva.

A mulher do ex-ministro, Myrian Ribeiro, recebeu 60 mil reais do pastor Arilton Moura, que também é acusado como lobista dentro do Ministério. No entanto, a defesa do ex-ministro afirma que o dinheiro se refere à venda de um carro.

#JT #JornalDaTarde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.