1 de 2 Símbolo do pássaro do Twitter na sede da empresa na Califórnia (EUA). — Foto: Divulgação/Twitter

Símbolo do pássaro do Twitter na sede da empresa na Califórnia (EUA). — Foto: Divulgação/Twitter

As ações do Twitter caíram na última hora desta quinta-feira (7) após a publicação de um relatório do Washington Post revelando que o acordo de Elon Musk para comprar a rede social por US$ 44 bilhões corre perigo.

O homem mais rico do mundo já havia expressado anteriormente dúvidas e chegou a insinuar que poderia desistir do acordo por preocupação com a abundância de contas falsas na rede social.

Apesar de ter tido acesso a dados internos, o bilionário não conseguiu confirmar o número de perfis falsos, segundo o Post.

Embora Musk tenha feito comentários que coloquem em dúvida seu compromisso com o acordo, o último relatório cita uma fonte anônima que diz que a equipe do magnata se prepara para uma "mudança de direção".

As ações do Twitter, que eram negociadas abaixo do preço oferecido por Musk, caíram cerca de 4% com a notícia.

"A novela do Twitter chegará ao fim nos próximos meses, quando Musk tomar a decisão de ficar (a um preço mais baixo) ou ir embora", afirmou Dan Ives, analista da empresa de investimento privado Wedbush, em nota.

Ives espera que o fundador da Tesla detalhe suas preocupações em relação às contas falsas nas próximas semanas.

Durante o Fórum Econômico do Catar, em junho, Musk disse que a compra do Twitter permanecia suspensa devido a questões "muito significativas" sobre o número de usuários falsos na rede social.

2 de 2 Elon Musk: "Seguimos esperando por uma resolução deste assunto, que é realmente significativo". — Foto: Angela Weiss / AFP

Elon Musk: "Seguimos esperando por uma resolução deste assunto, que é realmente significativo". — Foto: Angela Weiss / AFP

"Seguimos esperando por uma resolução deste assunto, que é realmente significativo", declarou Musk através de um vídeo e garantiu que também tinha perguntas sobre a dívida da rede social.

Os executivos do Twitter afirmam que menos de 5% das contas são falsas, mas o empresário sul-africano está convencido de que o número é bem maior.

O analista da Wedbush indicou que as probabilidades da compra da rede social como negociado inicialmente são escassas.

A Wedbush fixou a possibilidade de o acordo acontecer a um preço mais baixo em cerca de 60%, deixando a porta aberta para que Musk tente desistir da compra pagando uma multa de quebra de contrato no valor de US$1 bilhão de dólares.

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail. Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.