1 de 1 A conta do twitter de Elon Musk é vista ao lado do logotipo do Twitter — Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Illustration

A conta do twitter de Elon Musk é vista ao lado do logotipo do Twitter — Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Illustration

A Justiça dos Estados Unidos ouvirá na terça-feira (19) os argumentos do Twitter por um julgamento em setembro contra Elon Musk. O processo busca forçar o bilionário a concluir um acordo de compra da empresa por US$ 44 bilhões (cerca de R$ 237 bilhões na cotação desta sexta-feira).

A data da audiência foi marcada pela juíza Kathaleen McCormick, chanceler do Tribunal de Chancelaria de Delaware. A sessão vai durar 90 minutos e começará às 12h (no horário de Brasília) em Wilmington.

O Twitter abriu o processo contra Musk na última terça-feira (12), quatro dias depois de o bilionário anunciar que estava desistindo do negócio. Ele alega que a empresa violou os termos ao não responder pedidos de informações sobre contas falsas ou de spam.

A rede social diz que os perfis fake representam menos de 5% de sua base de 229 milhões de usuários, mas Musk diz que sua análise parcial a partir dos dados fornecidos pela companhia mostram que o número é maior.

Na segunda-feira (11), a empresa declarou que não violou nenhuma das obrigações.

A saída de Musk do negócio ocorreu três meses depois que ele chegou a um acordo com o conselho de administração do Twitter. Antes da oferta da compra, ele já tinha adquirido 9% das ações da rede social.

Elon Musk e o Twitter: Uma relação antiga e polêmica

Elon Musk e o Twitter: Uma relação antiga e polêmica

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail. Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.