O Walmart anunciou que começará a vender produtos usados, incluindo fones de ouvido, tablets e máquinas de costura ainda em 2022. O objetivo é ajudar os compradores na economia de dinheiro, alémd e impulsionar o e-commerce da companhia.

Com isso, a varejista permite que os clientes comprem produtos recondicionados “por uma fração” dos preços habituais, já que a crise do custo de vida continua atingindo os compradores norte-americanos, informou a empresa em comunicado na sexta-feira (28).

O programa “Walmart Restored” permitirá que os clientes comprem produtos recondicionados de fabricantes como Apple, Samsung e KitchenAid.

“Todos os produtos listados no site foram inspecionados, testados e limpos profissionalmente e, se por algum motivo um cliente não estiver satisfeito, oferecemos devoluções gratuitas de 90 dias para ajudar a permitir compras com confiança”, disse o Walmart.

A gigante do varejo já trabalha com vendedores terceirizados em sua loja online e executará seu programa de produtos usados ​​online e em algumas lojas. O novo programa vem dias depois que o Walmart disse aos gerentes de loja para reduzir os preços dos produtos de verão para movimentar o excesso de estoque , informou ao Business Insider.

O Walmart tinha um terço a mais de estoque no final de abril do que em comparação com o ano anterior e sua equipe afirmou que seus depósitos estavam transbordando, forçando-os a usar trailers.

De acordo com Doug McMillon, CEO do Walmart, o acúmulo de estoque é uma consequência de atrasos nas entregas e inflação. Durante uma uma teleconferência de resultados em maio, o executivo disse que o excesso de estoque seria descartado nos próximos meses.

O Walmart também anunciou um alerta de lucro nesta semana e disse que espera um declínio nos resultados no segundo trimestre deste ano e no ano financeiro de 2023.

Leia também: Walmart testa lojas menores em destinos de férias nos EUA

Fonte: Business Insider