1 de 2 O segmento de bancos e cartões é o responsável pela maioria das dívidas dos brasileiros. — Foto: Divulgação

O segmento de bancos e cartões é o responsável pela maioria das dívidas dos brasileiros. — Foto: Divulgação

O número de pessoas com contas atrasadas bateu um novo recorde no Brasil. Segundo dados do Serasa Experian, o país tinha 66,8 milhões de inadimplentes em junho, o maior número de devedores desde 2016, quando o levantamento começou.

O número representa uma alta de 200 mil pessoas em relação ao mês anterior – menor, no entanto, que o crescimento médio de 400 mil registrados em meses anteriores.

O segmento de bancos e cartões é o responsável pela maioria das dívidas, 27,8% do total. Depois, vêm as contas básicas como água, luz e gás, com 22,6%. Em seguida estão os setores de financeiras e de varejo, com 13,2% e 12,5%, respectivamente. Serviços (10,5%), Telefonia (7%) e Securitizadoras (2,2%) terminam o ranking de dívidas por setor.

Negociação de dívidas

O cenário de inadimplência geralmente leva os devedores a uma bola de neve, em que uma dívida puxa a outra e os leva a terem seus "nomes sujos" – o que significa ter o Cadastro de Pessoa Física (CPF) inscrito em um banco de dados de restrição ao crédito, como Serasa e SPC.

Com o CPF negativado, a pessoa tem dificuldade em conseguir crédito, e com isso, pode não conseguir comprar um produto a prazo, fazer um financiamento de imóvel ou até mesmo obter um cartão de crédito.

Um dos caminhos para limpar seu nome é o pagamento da dívida para regularização do débito. O consumidor pode procurar diretamente os estabelecimentos que estão devendo para fazer a negociação. Outro caminho é utilizar serviços, como o Serasa Limpa Nome, que apresentam opções para quitar suas dívidas com descontos especiais.

Para todo o mês de agosto, a Serasa desenvolve uma ação para estimular o parcelamento de dívidas sem juros. No período, serão disponibilizadas mais de 48 milhões de débitos para renegociação em até 36 vezes sem juros, com descontos de até 90%.

“É a maior ação de negociação com parcelamento sem juros já realizada no Brasil”, disse Ignacio Dameno, diretor do Serasa Limpa Nome, por meio de comunicado.

Confira as empresas participantes:

Disponível nos canais digitais, a ação também pode ser negociada presencialmente nas mais de 6 mil agências dos Correios distribuídas pelo país que oferecem as condições e os descontos da campanha mediante o pagamento de uma taxa de R$3,60.

O consumidor pode conferir se possui parcelas sem juros disponíveis por meio dos canais oficiais da Serasa:

2 de 2 Tenda do Feirão Limpa Nome da Serasa, no Largo da Batata, Zona Oeste da cidade de São Paulo. — Foto: GloboNews/Reprodução

Tenda do Feirão Limpa Nome da Serasa, no Largo da Batata, Zona Oeste da cidade de São Paulo. — Foto: GloboNews/Reprodução

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail. Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.